Usa Flag / English Version Bandeira do Brasil / Versão em Português
CURRENT MOON
Lua atual
Cratera DAWES.
(créditos: Vaz Tolentino.)

Informações sobre a Foto

Cratera DAWES.

(créditos: Vaz Tolentino.)

DAWES se caracteriza como uma jovem formação circular (com aro um pouco oval) isolada, apresentando 18 Km de diâmetro e 2,44 de profundidade, localizada próximo da fronteira das lavas basálticas do Mare TRANQUILLITATIS e Mare SERENITATIS, nas coordenadas selenográficas LAT: 17° 12′ 00″ N, LON: 026° 24′ 00″ E, situado entre a cratera PLINIUS (a sudoeste) e o Mons ARGAEUS (a nordeste). A montanha Mons ARGAEUS localiza-se próximo da região de alunissagem da missão APOLLO 17. Bem junto às paredes externas da metade leste da cratera DAWES, encontra-se um pequeno e raso canal, conhecido como Rima DAWES.

Por ser jovem, com suas bordas claras, afiadas, íngremes e nada desgastadas, presume-se que a cratera de impacto DAWES pertença ao período geológico lunar Copernicano (de 1,1 bilhão de anos atrás até aos dias atuais). O piso interno de DAWES é escuro, irregular e desnivelado, apresentando ondulações arredondadas e também o que parece ser um montículo central. O piso não foi desgastado por impactos posteriores. A superfície irregular do piso interno de DAWES deve-se, provavelmente, a depósitos de materiais desprendidos que desceram das paredes internas.

Em 1935, a International Astronomical Union (IAU) nominou a cratera de impacto lunar DAWES, para homenagear a memória do astrônomo britânico William Rutter Dawes (1799-1868). William R. Dawes ganhou a medalha de ouro da Royal Astronomical Society em 1855. Além da cratera lunar DAWES, a IAU também homenageou William R. Dawes com a cratera DAWES em Marte e também com uma abertura (“gap”) dentro do Anel de C de Saturno.

Imagem: A cratera DAWES fotografada em voo orbital pela sonda lunar robótica americana LRO da NASA.

Imagem:  A cratera DAWES fotografada em voo orbital pela tripulação da missão APOLLO 17 - NASA.

Foto executada com apenas 1 frame em 13‎ de ‎setembro‎ de ‎2014, ‏‎02:17:48 (05:17:48 UT).

Bolobs

Boletim Observe - edição de ...
Boletim Observe - edição de agosto / 2017
O Boletim Observe! do mês de agosto de 2017 está disponível no endereço eletrônico abaixo: http://www.geocities.ws/costeira1/neoa/observe.pdf Leia a edição atual do Boletim Observe! ... Leia mais

O Boletim Observe! do mês de agosto de 2017 está disponível no endereço ... Leia mais
27/07/2017
Cometa

Há 20 anos...O gelo que veio do ...
Há 20 anos...O gelo que veio do espaço - por Nelson Travnik.
Há 20 anos, O GELO QUE VEIO DO ESPAÇO Por Nelson Travnik* nelson-travnik@hotmail.com Enormes pedras de gelo caem em Campinas e Itapira, SP, provocando estragos e sustos. Pelas suas proporções, o evento ainda é ... Leia mais

Há 20 anos, O GELO QUE VEIO DO ESPAÇO Por Nelson Travnik* ... Leia mais
12/07/2017
Oasi

O município do sertão de ...
O município do sertão de Pernambuco agora também está no espaço!
O município de Itacuruba, que fica no sertão de Pernambuco, agora também está no espaço. A cidade com menos de 5 mil habitantes deu seu nome para o asteroide 10468 EH9, descoberto em 1981. O asteroide “10468 ... Leia mais

O município de Itacuruba, que fica no sertão de Pernambuco, agora também ... Leia mais
02/06/2017
So

Blog "Sky and Observers" junho/2017
Blog "Sky and Observers" junho/2017
Neste mês (junho / 2017), no Blog "Sky and Observers" do nosso amigo Antônio Rosa Campos / CEAMIG, foram publicados os seguintes assuntos: - A ocultação de sigma Leo pela Lua em 02 de junho 2017! - A ... Leia mais

Neste mês (junho / 2017), no Blog "Sky and Observers" do nosso amigo Antônio ... Leia mais
01/06/2017