Usa Flag / English Version Bandeira do Brasil / Versão em Português
CURRENT MOON
Lua atual

TELESCÓPIO : O GRANDE OLHO DA HUMANIDADE - por Nelson Travnik.

Telesc%c3%b3pio_antigo
16/09/2022

TELESCÓPIO : O GRANDE OLHO DA HUMANIDADE

Nelson Travnik

Antes de tratarmos dos instrumentos ópticos, é mister recuarmos no tempo para uma pesquisa sobre a invenção do vidro. Ao que parece, há 3.700 a.C . o vidro foi inventado no Egito. Isso aconteceu durante o processo de fundição de metais em seus fornos de barro. O vidro do antigo Egito, estava composto de dióxido de silício (SiO2) , cálcio e sódio  e para fundir o quartzo até liquefazer, era preciso temperaturas entre 1.200 a 1.600 °C . Para isso necessitavam de fornos especiais com foles para insuflar o ar e assim elevar a temperatura. Não se tratou portanto de uma invenção e sim de descobrimento. Basicamente os egípcios deram ao vidro uma aplicação decorativa nos prédios, nas vestimentas e nos utensílios.  Com a invenção do vidro, seguiu-se sua aplicação em diversas áreas e uma delas foi a da refração da luz, a mudança da direção de um raio de luz ao atravessar o vidro de diferentes densidades. Isso aconteceu em vários séculos a.C. Ptolomeu (90 - 168 d.C.), matemático, geógrafo e astrônomo grego, escreveu em seu livro de óptica, o problema da refração e reflexão da luz. O árabe Albu Ali al-Hasam (965 – 1040) escreveu o livro ‘Optica’ (Kitab-al-Manazin), traduzido por frades dominicanos em 1217 sob o título “O Tesouro da Óptica”, tratando sobre os valores mais conhecidos sobre o problema da refração até aquela época.

Roger Bacon (1220-1292), filósofo e sábio inglês que passou grande parte de sua vida encarcerado pela Inquisição face as suas teorias avançadas, em seu livro “Opus Magus” falava de lentes convexas que ajudavam a visão dos idosos. Mencionou também as lentes negativas (côncavas). O medo da Inquisição foi um freio nas chamadas ‘lentes corretores’ que, para ela, não se justificava colocar-se um vidro diante dos olhos. Afirmou Bacon, que as lentes podiam aproximar os objetos distantes e que poderiam ser aplicadas à observação do Sol e das estrelas. Bacon dedicou grande parte de sua vida a óptica. Leonardo da Vinci (1452-1519), escreveu sobre a câmara escura comparando-a com o olho, igual a do árabe Hasam. Enfatizou a importância da retina e do cristalino na visão. Além disso, em seus cadernos, fazia referência à refração na fabricação de lentes para ver a Lua.  As mais antigas lentes positivas (biconvexas) já eram faladas na região do Egito e Mesopotâmia a 3.500 a.C. Em alguns sarcófagos egípcios, existem diminutas inscrições que só poderiam ter sido feitas com o auxílio de lentes positivas. 

Sobre como surgiram as primeiras lentes, não existe nada escrito mas acredita-se que foram fruto de uma casualidade artesanal. Pelo que se conhece, sabe-se que até 1450, se fabricavam lentes negativas para míopes. Nessa época, portanto, já havia ingredientes necessários para construir um telescópio. Há muita controvérsia sobre a invenção do telescópio. A palavra ‘telescópio’ significa em grego ‘ver à distância’ e a expressão foi sugerida em 1611 pelo matemático grego Johannes Dimisiani quando era secretário de um cardeal italiano. A história começa em fins do século XVI com três possíveis inventores: o italiano Giambattista dela Porte em 1588, que em seu livro “De magiae naturalis” faz uma descrição que parece ser de um telescópio e o holandês  Hans Lipppershey (1572-1620) confirmando que construiu um telescópio em 1608. Ele propôs ao governo sua invenção como arma militar pois avistava os inimigos ao longe. Nessa época a Holanda estava em guerra com a Espanha. O instrumento, contudo, não pode ser mantido em segredo militar e assim se tornou popular, tanto que em 1609 já se podia comprá-los em Paris.  De Paris chegaram à Inglaterra e Itália. Outro possível inventor foi Zacharias Janssen (1588 – 1635), outro holandês que disse ao governo que seu invento tinha sido roubado por Lippershey para beneficiar-se da patente. Janssen não conseguiu seu objetivo. A noticia sobre a invenção de Lippershey, que dizia-se possibilitar a observação de perto de objetos distantes, chegou ao físico italiano Galileu Galilei (1564-1642) em maio de 1609. O instrumento estava composto de uma lente biconvexa como objetiva e tendo como ocular uma lente bicôncava. Naquela época a fabricação e polimento de lentes era muito rudimentar e as aberrações, tanto cromática como esférica, eram enormes.

A invenção chegou primeiro à Inglaterra e depois à Itália. Isso é aceito, pois foi o inglês Thomas Harriot que em julho de 1609 realizou um desenho da Lua e não Galileu, que fez isso em dezembro daquele ano. Portanto, cabe a Harriot ser o primeiro a dirigir um telescópio para o firmamento e não Galileu como usualmente está escrito em livro de ciências.  Nesse cenário, é importante frisar a colaboração do matemático e astrônomo alemão Johannes Kepler (1571-1630) no aperfeiçoamento do telescópio. Publicou o primeiro tratado sobre as bases numéricas da óptica. Kepler conhecia a teoria óptica e estava consciente da distância dos objetos observados com o telescópio. Para resolver isso propôs o uso de lentes de curvatura hiperbólica a fim de eliminar a aberração esférica. Infelizmente àquela época, não se dispunha de ferramentas e a técnica para polimento preciso. Gradativamente os telescópios foram se aperfeiçoando cada vez mais e seu emprego já saiu da Terra e está no espaço.

Nelson Travnik é astrônomo voluntário no Museu Aberto de Astronomia, MAAS de Campinas, SP,  e Membro Titular da Sociedade Astronômica da França.

Bo

O Boletim Observe! - fevereiro de ...
O Boletim Observe! - fevereiro de 2023
Prezados colegas. O Boletim Observe! do mês de fevereiro de 2023 está disponível no endereço eletrônico mencionado a seguir: http://www.geocities.ws/costeira1/neoa/observe.pdf Leia a edição atual ... Leia mais

Prezados colegas. O Boletim Observe! do mês de fevereiro de 2023 está ... Leia mais
25/01/2023
Telesc%c3%b3pio_antigo

TELESCÓPIO : O GRANDE OLHO DA ...
TELESCÓPIO : O GRANDE OLHO DA HUMANIDADE - por Nelson Travnik.
TELESCÓPIO : O GRANDE OLHO DA HUMANIDADE Nelson Travnik Antes de tratarmos dos instrumentos ópticos, é mister recuarmos no tempo para uma pesquisa sobre a invenção do vidro. Ao que parece, há 3.700 a.C . o ... Leia mais

TELESCÓPIO : O GRANDE OLHO DA HUMANIDADE Nelson Travnik Antes de tratarmos dos ... Leia mais
16/09/2022
Fragmentos2

O SUICÍDIO DO COMETA ...
O SUICÍDIO DO COMETA SCHOEMAKER-LEVY 9 - por Nelson Travnik.
O SUICÍDIO DO COMETA SCHOEMAKER-LEVY 9 Muitas gerações irão passar sem que seja observado um apocalíptico evento planetário comparável ao que foi visto em Júpiter durante o mês de julho ... Leia mais

O SUICÍDIO DO COMETA SCHOEMAKER-LEVY 9 Muitas gerações irão passar sem ... Leia mais
02/08/2022
Trav

ONDE ESTÁ O OBSERVATÓRIO ...
ONDE ESTÁ O OBSERVATÓRIO ASTRONÔMICO?
ONDE ESTÁ O OBSERVATÓRIO ASTRONÔMICO? Há um ano, acontecia em Piracicaba o maior atentado perpetrado no País contra a ciência do céu. Após quase 30 anos de laboriosa existência, ... Leia mais

ONDE ESTÁ O OBSERVATÓRIO ASTRONÔMICO? Há um ano, acontecia em ... Leia mais
09/07/2022