Usa Flag / English Version Bandeira do Brasil / Versão em Português
CURRENT MOON
Lua atual
A Mancha Solar da Região Ativa 2741 em 12/05/2019.
(créditos: Vaz Tolentino.)

Informações sobre a Foto

A Mancha Solar da Região Ativa 2741 em 12/05/2019.

(créditos: Vaz Tolentino.)

O Sol – a estrela mais próxima da Terra:

Apesar da longa separação física de nosso planeta em relação ao Sol (distância média de 149.600.000 Km), para observá-lo, precisamos utilizar filtros especiais para a proteção de nossos olhos.

Tal proteção geralmente é feita utilizando filtro de luz branca (white light) ou certos filtros que atuam em comprimentos de ondas estreitos, como o hidrogênio-alfa (Hidrogen-AlphaH-Alpha ou ) e a luz violeta da linha K do cálcio (violet calcium K-line light).

É interessante lembrar que a atmosfera visível do Sol é composta por 3 camadas (de fora para dentro):

- a tênue corona;

- a dinâmica cromosfera;

- a brilhante fotosfera.

Manchas Solares:

As Manchas Solares são causadas por imensos e intensos campos magnéticos, que diminuem a pressão das massas gasosas e reduzem a temperatura em regiões da fotosfera. Essas regiões menos quentes aparecem visualmente mais escuras, quando comparadas ao restante da fotosfera circundante mais quente. Toda a luz visível do Sol que atinge a Terra vem da Fotosfera.

 Manchas Solares ocorrem frequentemente em grupos conhecidos como Regiões Ativas. Uma Mancha Solar típica mostra um núcleo interno escuro chamado a umbra, e uma região circundante menos escura, chamada penumbra.

Os poderosos campos magnéticos em torno de grandes Manchas Solares produzem Regiões Ativas no Sol, que muitas vezes levam às explosões solares (fares) e até às ejeções de massa coronal (EMC - liberação de plasma da corona solar, através de grandes nuvens de partículas magnetizadas, que são liberados através do vento solar).

A área total da superfície do Sol é 6.0877 x 1012 Km2. Porém, para se medir a área de uma mancha solar, usa-se como base o hemisfério visível do Sol, ou seja, a metade de sua superfície total.

A medida da área de uma mancha solar é expressa em milionésimos do hemisfério visível do Sol (MH). Por exemplo, se uma mancha solar ocupar 0,1% do hemisfério visível do Sol, ela terá uma área de 1.000 milionésimos (ou 1.000 MH) da superfície do disco solar visível. O valor da medida de 1.000 MH corresponde a 3.043,7 milhões de Km2 (1 MH corresponde a 3,04 milhões de Km2).

Toda a superfície do planeta Terra (510.072.000 km2) tem aproximadamente 169 milionésimos do disco solar visível (ou 169 MH). Como exemplo, uma mancha solar com cerca de 500 MH de área, poderia conter aproximadamente 3 Terras.

No caso de existir um grupo de Manchas Solares (conjunto), a área de cada um dos indivíduos do grupo deverá ser calculada para obtenção da área total do conjunto.

Uma Mancha Solar que registra 1 milionésimo de área, tem uma superfície igual a 0,000001 vezes a área do hemisfério do Sol voltado para a Terra, ou seja, aproximadamente 3,04 milhões de Km2. Quando uma Mancha Solar atinge entre 500 e 600 milionésimos, ela torna-se visível a olho nu, utilizando óculos com filtro de proteção adequado.

A maior mancha solar registrada até hoje, ocorreu em abril de 1947. Ela tinha mais de 6.000 milionésimos do hemisfério visível do Sol ou acima de 18,2 bilhões de Km2.

As manchas solares são fenômenos temporários (podem durar dias...) na fotosfera do Sol. Elas podem se expandir ou contrair à medida que se movimentam aos redor da superfície da esfera solar.

A Mancha Solar da Região Ativa 2741 em 12 de maio de 2019:

A Mancha Solar da Região Ativa 2741 apresentava em 12/05/2019 por volta das 15:00 h (18:00 UT), a seguinte configuração:

Número de Manchas Solares: 3

Tamanho: 160 MH (um pouco menor que a Terra)

Classe Magnética: α - Alfa (grupo unipolar de Manchas)

Localização (coordenadas): N06E01

Tabela das características das Regiões de Manchas Solares pelo Sistema Zürich / McIntosh: HSX (veja abaixo).

Foto executada com apenas 1 frame em 12 de maio de 2019, às 15:09:13 (18:09:13 UT) - filtro luz branca - Telescópio William Optics WO 102 GT APO Tripleto.

Foto executada com apenas 1 frame em 12 de maio de 2019, às 14:32 25 (17:32:25 UT) -  - filtro luz branca - Telescópio Baader Scopos 66 APO.

Foto executada com apenas 1 frame em 12 de maio de 2019, às15:12:50 (18:12:50 UT) - - filtro luz branca - Telescópio William Optics WO 102 GT APO Tripleto.

Foto executada com apenas 1 frame em 12 de maio de 2019, às 15:20:33 (18:20:33 UT) - filtro H Alfa (Telescópio Coronado SolarMax II 60 mm (duplo filtro)).

Col_maybury1

Entrevista com Col Maybury - ...
Entrevista com Col Maybury - Presidente da Sociedade Astronômica de Hunter / Austrália.
The NewCalstle Herald - Moon landing 50th Anniversary - Austrália - 12 de jul de 2019

The NewCalstle Herald - Moon landing 50th Anniversary - Austrália - 12 de jul ... Leia mais
13/07/2019
%c3%93rbitas

Cálculo das Órbitas Planetarias - ...
Cálculo das Órbitas Planetarias - por Eng. Andres Esteban de la Plaza
Cálculo das Órbitas Planetárias - por Eng. Andres Esteban de la Plaza / RJ: Se você gosta de cálculos astronômicos, veja esse interessante artigo com a resolução da equação ... Leia mais

Cálculo das Órbitas Planetárias - por Eng. Andres Esteban de la Plaza / RJ: ... Leia mais
06/07/2019
Newcastle_herald

Artigo de Col Maybury sobre os 50 ...
Artigo de Col Maybury sobre os 50 anos da conquista da Lua.
Não "deu no NEW YORK TIMES", mas "deu no NEWCASTLE HERALD" ! Nossa referência aparece na legenda da foto publicada, e também no último parágrafo do interessante artigo de Col ... Leia mais

Não "deu no NEW YORK TIMES", mas "deu no NEWCASTLE HERALD" ! ... Leia mais
03/07/2019
So2

Blog "Sky and Observers" - Julho / ...
Blog "Sky and Observers" - Julho / 2019.
Olá pessoal, Neste mês estão publicados no Blog "Sky and Observers" os seguintes assuntos: Eclipse: O Eclipse Parcial da Lua em 16 de julho 2019. Ocultações: A ocultação de ... Leia mais

Olá pessoal, Neste mês estão publicados no Blog "Sky and ... Leia mais
03/07/2019