Usa Flag / English Version Bandeira do Brasil / Versão em Português
CURRENT MOON
Lua atual

Informações sobre a Foto

Plato

(créditos: Tolentino)

 

PLATO – Cratera com 109 Km (68 milhas) de diâmetro. Lat: 51.6º N  Long: 9.4º W.

Foto nos mapas LAC 12 e LAC 25.

Melhor época para observação: 1 dia após à fase “quarto crescente” ou na fase “quarto minguante”.

Quem foi Plato (Platão) Filósofo e matemático do período clássico da Grécia antiga (428 – 347 aC). Fundador da Academia de Atenas, a primeira instituição de educação superior do mundo ocidental.

Plato é uma das mais famosas e observadas crateras de impacto da Lua. Está situada na margem norte do Mare Imbrium e foi formada a cerca de 3,84 bilhões de anos atrás. Sua região é uma das mais lindas e fotografadas da superfície lunar.

Plato é uma cratera de impacto que teve seu fundo coberto por lava produzida por erupções provenientes de falhas do subsolo interno da cratera causadas pelo impacto. A inundação de lava ocorrida há 3,5 bilhões de anos soterrou um provável pico central e criou um aspecto plano e liso, com uma aparência escura, tornando-a uma cratera rasa com apenas 2,5 Km de profundidade e sem picos no centro. Antes de ser inundada por lava, provavelmente Plato tinha 4 Km de profundidade, com as bordas das paredes parecendo degraus ou curvas de nível (como em Copernicus) e montanhas no centro.

Observe que, na borda oeste da cratera Plato, é facilmente visto um grande bloco de material desprendido da beirada da cratera. O largo bloco de formato quase triangular é designado “Plato Zeta”. Ele desprendeu-se da parede da cratera e deslizou um pouco para baixo, fato esse confirmado pela projeção de sua sombra na fase “quarto minguante”.

Observe também que, a leste de Plato, situa-se o Vallis Alpes (Lat: 48.5º N  Long: 3.2º E), um espetacular vale lunar que divide a cordilheira conhecida como Montes Alpes em duas partes. Estende-se por 166 Km a partir da bacia do Mare Imbrium inclinando-se de leste para nordeste até as margens do Mare Frigoris. O vale é estreito nas duas extremidades e alcança no máximo 10 Km de largura na metade de sua extensão. A superfície interna do Vallis Alpes foi inundado por lava, o que proporcionou um aspecto plano e liso em sua extensão. A superfície interna é cortada ao longo do vale por uma estreitíssima depressão ou canal (rille), formando uma bisseção. Essa estreitíssima fenda é tida como um alvo desafio para observações telescópicas feitas da Terra.   

 Ao sul de Plato e ao norte do Mare Imbrium existe uma solitária e destacada montanha, que emerge da lava do Mare Imbrium,  conhecida como Mons Pico (2,4 Km de altitude, Lat: 45.7º N  Long: 8.9º W). Possui 25 Km de comprimento, largura máxima de 15 Km, 2,4 Km de altitude e assenta-se no sentido noroeste-sudoeste. Observe nessa foto, a grande e destacada sombra criada por Mos Pico devido à posição obliqua da luz do Sol.

A leste do Mare Imbrium, ao sul do início de Vallis Alpes e ao sudoeste dos Montes Alpes, encontra-se uma montanha maciça, com 2,3 Km de altitude, conhecido como Mons Píton (Lat: 40.6º N  Long: 1.1º W) que, assim como Mons Pico, eleva-se solitariamente sobre a lava do Mare Imbrium.

Do lado leste de Mons Piton situa-se a cratera de impacto Cassini (diâmetro: 57 Km, Lat: 40.2º N  Long: 4.6º E). Seu piso com apenas 1,2 Km de profundidade (pois foi tomado pela lava), recebeu os impactos das crateras Cassini A (diâmetro: 15 Km) e Cassini B (diâmetro: 9 Km). Entre Cassini A e B existem minúsculos picos quase centrais. Sua estrutura externa é reforçada, com bordas que circundam a cratera formando uma espécie de “fortificação” com paredes escarpadas e inclinadas

Dados técnicos da foto:

Autor:

Ricardo José Vaz Tolentino.

Date and Time:      

06/20/2010, 22:24 UT        

Data e Hora:            

20/06/2010, 19h24m;

Foto com apenas 1 frame, sem longa exposição ou “empilhamento”. Não foram usados filtros.

Telescópio:                        

Refletor Dobsoniano SkyWatcher Collapsible Truss-Tube;

Diâmetro Espelho Primário:      

305mm (12”);

Distância Focal:                 

1500mm;

Focal/Ratio - (f/):               

5;

Tripé ou Montagem:                     

Dobsoniana;

Barlow:                                

Celestron Ultima 2X Barlow;

Câmera:                               

Orion StarShoot Solar System Color Imager II;

Sun

Curiosidades da Gnomônica - ...
Curiosidades da Gnomônica - RELÓGIO DE SOL COM CANHÃO
Curiosidades da Gnomônica - RELÓGIO DE SOL COM CANHÃO Por Nelson Travnik*- nelson-travnik@hotmail.com Nos inúmeros tipos de Relógios de Sol, existe um singular, com poucos exemplares no mundo: ... Leia mais

Curiosidades da Gnomônica - RELÓGIO DE SOL COM CANHÃO Por Nelson Travnik*- ... Leia mais
10/02/2018
Red_moon

Análise Preliminar do Eclipse ...
Análise Preliminar do Eclipse Lunar de 31 de Janeiro de 2018.
Análise Preliminar do Eclipse Lunar de 31 de Janeiro de 2018 Mostra Estratosfera Isenta de Cinzas Vulcânicas Por Helio C. Vital* Além de apreciarmos a beleza encantadora de um eclipse lunar total, existem duas atividades que ... Leia mais

Análise Preliminar do Eclipse Lunar de 31 de Janeiro de 2018 Mostra Estratosfera Isenta de ... Leia mais
10/02/2018
Oba2

OBA - Olimpíada Brasileira de ...
OBA - Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica.
Veja aqui: http://vaztolentino.com.br/secao/50-OBA-2018

Veja aqui: http://vaztolentino.com.br/secao/50-OBA-2018
01/02/2018
S_o

Blog "Sky and Observers" - Fev / ...
Blog "Sky and Observers" - Fev / 2018.
Caros(as) amigos(as), Neste mês estão publicados no Blog "Sky and Observers" os seguintes assuntos: Eclipse: O eclipse Parcial do Sol em 15 de fevereiro 2018! https://goo.gl/sVK5qa ... Leia mais

Caros(as) amigos(as), Neste mês estão publicados no Blog "Sky and ... Leia mais
01/02/2018